De terça-feira, 4 de outubro, a quinta-feira, 6 de outubro, decorreu o WPHH Japão 2016 em Quioto, realizado com o apoio do Franck Muller Watchland Group, no Sodoh de Quioto.O Sodoh foi construído como residência privada e atelier do mestre pintor japonês Seiho Takeuchi, e é um lugar rodeado pelo ambiente natural rico de Higashiyama. A arquitetura histórica construída em 1929, onde são mostradas ao público raras pinturas, evocou, de alguma forma, o castelo Franck Muller em Genthod, Suíça, e fundiu de forma maravilhosa as diferentes culturas da Suíça e do Japão.

O WPHH Japão 2016 deste ano, em Quioto, atraiu mais de 400 convidados. A antecipação de um espaço extraordinário começou desde o local de passagem dos carros até à entrada, onde as limusinas pararam, uma atrás da outra. Ao visitar o jardim, encontravam-se objetos artísticos desenhados por Chiso, uma antiga loja Kyo Yuzen. As pessoas exclamaram em admiração com a fantástica fusão de números bizantinos e cestas de flores.

A exposição, que decorreu nesta mansão histórica, traduziu-se num evento de larga escala que consistiu em seis salas. À noite, o Sodoh transformou-se num palco luxuoso, com os relógios no papel principal, fazendo sentir o conceito da marca de trazer entusiasmo ao público, através da sua filosofia, em cada parte do certame.

A primeira parte da exposição, que deu as boas vindas aos convidados, foi dedicada à coleção Vanguard, através da qual a Franck Muller abriu uma nova janela para o mundo em termos de desenho. Aqui pôde ver-se um filme sobre o Vanguard, numa procura da beleza a partir de linhas direitas e curvas. A imagem do Vanguard projetada num ecrã tão alto como uma pessoa foi verdadeiramente espetacular e criado com perícia sem igual da Franck Muller -  que procura a mais refinada beleza nos detalhes, e o gosto que define o seu orgulho inabalável. A visão futurista do mundo do Vanguard foi assim apresentada, utilizando um mostrador especificamente concebido.

Mas o ponto alto do WPHH Japão 2016 em Quioto foi a presença de numerosos relógios, dos quais o Franck Muller Watchland Group se orgulha. Ao todo foram exibidos um total de 250 peças que permitiram ter noção da vasta coleção da marca num só lugar - incluindo peças de arquivo de grande valor, num só local.

Depois, os convidados presentes foram convidados a visitar a sala histórica da Franck Muller. Sendo uma retrospetiva da história de 25 anos da Franck Muller, foram ali apresentados modelos vintage redondos, produzidos nos anos 90, quando Franck Muller era um relojoeiro independente, assim como um quadro que traçava, cronologicamente, a história da marca desde o seu estabelecimento, em 1992, até aos dias de hoje. A exposição incluiu fotografias do atelier e residência privada de Franck Muller, tornando-a num espaço no qual era possível perceber as origens da sua criação e no qual coexistiam a fantasia e a precisão.

Por outro lado, o que conquistou o coração dos convidados foi o modo como a filosofia dos relógios Franck Muller se expressa através da perícia tradicional japonesa. Chiso, uma loja antiga Kyo Yuzen com uma história de 460 anos, criou peças em exclusivo para uma característica cesta de flores e números bizantinos. Foram assim integradas plantas coloridas representativas das quatro estações. Flores de cerejeira para a primavera, glicínias para o final da primavera, lespedeza e acer para o verão, folhagem carmesim e crisântemos para o outono, e ameixa para o inverno. As quatro estações representam o próprio tempo no Japão, e a forma como as estações mudam foi expressa através destas plantas. O arranjo numa única cesta representou a cristalização do tempo e adicionando a beleza da elegância japonesa.

Já a segunda metade desta exposição maravilhosamente desenhada consistiu em seis salas destacadas pela Franck Muller Future Form e pela Franck Muller Wedding, as novas aventuras do Franck Muller Watchland Group. Os elementos especiais da Franck Muller Future Form, que expressa “o mundo do tempo” numa cravação da casa, foram o conjunto de glamping com o cesto Nantucket contendo um serviço de jantar e cutelarias da coleção Colour Dreams, e cortinados. Criaram um cenário colorido onde é possível imaginar o desfrutar de um piquenique elegante e divertido com a família e os amigos. A Franck Muller Wedding, que fornece ideias para um banquete relaxante com bons amigos, encenou um mundo alegre, decorando o espaço com vestidos de noiva e balões coloridos. A “Franck Muller Jewellery” revelou o cenário da sua coleção “Confiserie” de peças de joalharia, com pedras preciosas brilhantes, com cores a lembrar doces, incluindo rubis e turmalinas azuis.

O WPHH Japão 2016 em Quioto foi um evento que deu forma ao desejo que Franck Muller sempre teve com a sua produção de relógios: que cada pessoa que possuísse um relógio sentisse a preciosidade que o tempo tem e que passasse momentos especiais. A exposição, ancorada na filosofia da Franck Muller e na beleza tradicional da qual o Japão se orgulha, fechou as suas cortinas após três dias de entusiasmo, alegria e sorrisos dos convidados.